Biblioteca Florestal
Digital

Caracterização tecnológica da madeira de Acacia mangium Willd em plantio consorciado com eucalipto

Show simple item record

dc.contributor.author Gonçalves, Fabricio Gomes
dc.contributor.author Lelis, Roberto Carlos Costa
dc.date.accessioned 2016-04-19T13:54:16Z
dc.date.available 2016-04-19T13:54:16Z
dc.date.issued 2012-07
dc.identifier.citation GONÇALVES, F. G.; LELIS, R. C. C. Caracterização tecnológica da madeira de Acacia mangium Willd em plantio consorciado com eucalipto. Floresta e Ambiente, Rio de Janeiro, v. 19, n. 3, p. 286-295, jul./set. 2012. pt_BR
dc.identifier.issn 2179-8087
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br:80/handle/123456789/17555
dc.description.abstract A espécie Acacia mangium apresenta potencial silvicultural no país, em função da sua boa adaptação e do seu rápido crescimento. É muito utilizada em recuperação de áreas antropizadas, porém ainda pouco estudada no que se refere às propriedades tecnológicas de sua madeira, sobretudo em árvores mais jovens. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi avaliar a densidade básica, o teor de extrativos, o valor do pH e a capacidade tampão da madeira de Acacia mangium, além de descrevê-la anatomicamente. Foram utilizadas árvores com 4,2 anos, provenientes de reflorestamento misto com o híbrido Eucalyptus urophylla × grandis, localizado no município de Santa Bárbara, região do Vale do Rio Doce, Estado de Minas Gerais. Análises químicas, físicas e anatômicas na madeira obtida em diferentes alturas do tronco foram realizadas. A densidade básica média encontrada foi de 0,34 g.cm–3. A madeira não apresentou uma grande acidez e os valores de pH e capacidade tampão da madeira variaram de 5,45 a 5,90 e de 0,05 a 0,104 mmolNaOH, respectivamente. Os extrativos encontrados apresentaram baixos teores, indicando não haver uma variação significativa ao longo da árvore. Os caracteres anatômicos apresentaram comportamento com pequenas variações quando comparados com árvores mais adultas. pt_BR
dc.description.abstract Acacia mangium species presents silvicultural potential in the country due to its good adaptability and fast growth. It is widely used in renovation of disturbed areas; however, there are few studies on the technological properties of its wood, especially in younger trees. Thus, the purpose of this research was to evaluate the density, extractives content, pH value and buffer capacity of the Acacia mangium wood, as well as to describe it anatomically. 4.2-year-old trees were used; they were planted in reforestation mixed with the Eucalyptus urophylla × grandis hybrid, located in Santa Barbara, State of Minas Gerais. Chemical, physical and anatomical analyses of the wood at different stem heights were carried out. The results showed an average wood basic density of 0.34 g.cm–3. The wood did not show high acidity; the pH and buffer capacity ranged from 5.45 to 5.90 and from 0.05 to 0.104 mmolNaOH, respectively. The extractives found presented low levels, indicating no significant variation along the tree. The anatomical characters presented small variations in behavior when compared to older trees. pt_BR
dc.format 10 páginas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Instituto de Florestas, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro pt_BR
dc.relation.ispartofseries Floresta e Ambiente:v.19,n.3;
dc.subject.classification Ciências Florestais::Tecnologia e utilização de produtos florestais::Tecnologia da madeira e de produtos florestais pt_BR
dc.title Caracterização tecnológica da madeira de Acacia mangium Willd em plantio consorciado com eucalipto pt_BR
dc.title Technological characterization of wood from Acacia mangium Willd grown in mixed plantations with eucalypt pt_BR
dc.type Artigo pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Revista_Florest ... e_v19_n3_p286-295_2012.pdf 2.356Mb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account