Biblioteca Florestal
Digital

Fauna edáfica como indicadora em ambiente reconstruído após mineração de carvão

Show simple item record

dc.contributor.advisor Santos, Julio Cesar Pires
dc.contributor.author Correia, Dayana da Silva
dc.date.accessioned 2014-03-31T14:09:24Z
dc.date.available 2014-03-31T14:09:24Z
dc.date.issued 2010-02-26
dc.identifier.citation CORREIA, D. S. Fauna edáfica como indicadora em ambiente reconstruído após mineração de carvão. 2010. 55 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages. 2010. pt_BR
dc.identifier.uri http://www.bibliotecaflorestal.ufv.br/handle/123456789/7693
dc.description Dissertação de mestrado defendida na Universidade do Estado de Santa Catarina pt_BR
dc.description.abstract O presente estudo objetivou avaliar, a fauna edáfica como indicadora de uma área reconstruída após mineração de carvão com diferentes tratamentos. Neste estudo, além da área reconstruída denominada de Mina do Apertado, adotamos mais dois tratamentos complementares, Campo Nativo e Mata Nativa, servido de referência. A área experimental localiza-se, em Lauro Müller-SC. O delineamento na área minerada foi de blocos ao acaso, com três repetições, com os respectivos tratamentos: (1) testemunha; (2) dregs; (3) calcário; (4) calcário+ Brachiaria brizantha; (5) calcário+ Brachiaria brizantha+ cama de aviário. Em todos os tratamentos, foram transplantadas mudas de Pinus taeda e de Eucalyptus saligna em subparcelas. O calcário dolomítico e o “dregs” foram incorporados a 10 cm de profundidade. As amostragens da fauna foram realizadas em três períodos fevereiro, junho e outubro de 2009. As coletas da fauna do solo foram realizadas a partir de duas metodologias distintas, catação manual e Funil de Berlese. O método de catação manual em monólitos de solo foi adaptado de ANDERSON E INGRAM (1993), por BARETTA et al. (2002), em que utilizou- se área de coleta de 25 x 25 cm, nas camadas de 0-10 cm de profundidade, identificando apenas organismos da macrofauna. No segundo método de extração pelo Funil de Berlese, foi utilizado um coletor constituído por cilindro com 17 cm diâmetro, coletando-se os 5cm de profundidade de solo, metodologia proposta por BARETTA (2003). Os organismos foram, contados e identificados em grandes grupos taxonômicos a nível de ordem com auxilio de microscópio estereoscópico com 40 aumentos, identificados organismos da macro e mesofauna. Todas as análises foram conduzidas usando-se os procedimentos GLM e CANDISC do software SAS® (Statistical Analysis System, 2003) e também o software R (R Development Core Team, 2008). Para todos os testes efetuados foi considerado o nível mínimo de significância de 5%. De forma geral observamos que não houve diferença significativa de densidade de organismos entre as áreas da Mina do Apertado. As Ordens mais abundantes na área minerada foram Hyminoptera e Acarina. A ACP demonstrou - se eficiente para estabelecer diferenças entre as áreas estudadas. pt_BR
dc.description.abstract This study aimed to evaluate the soil fauna as an indicator of an area rebuilt after coal mining with different treatments. In this study, in addition to the reconstructed area called Mina Tight, we adopted two complementary treatments, Native and Native Forest Camp, served as a reference. The experimental area is located at Lauro Muller, SC. The design within the mined area was randomized blocks with three replications, with the respective treatments: (1) control, (2) dregs, (3) Limestone, (4) Lime + Brachiaria brizantha, (5) Lime + Brachiaria brizantha + bed aviary. All treatments were transplanted seedlings of Pinus taeda and Eucalyptus saligna in subplots. The lime and dregs were incorporated to 10 cm deep. Sampling of fauna were carried out in three periods in February, June and October 2009. Sampling of soil fauna were made from two different methodologies, manual scavenging and Berlese funnel. The method of manual scavenging in soil monoliths was adapted from Anderson and Ingram (1993), by Baretta et al. (2002) where we used the collection area of 25 x 25 cm, at 0-10 cm depth, identifying only bodies of macrofauna. The second method of extraction by a Berlese was used consisting of a collector cylinder with 17 cm diameter, collecting the 5 cm soil depth, as proposed by Baretta (2003). The organisms were counted and identified to major taxonomic groups level of order with the aid of a stereoscopic microscope with 40 magnification, identified bodies of macro-and mesofauna. All tests were conducted using the GLM and CANDISC software SAS ® (Statistical Analysis System, 2003) and also using the software R (R Development Core Team, 2008). For all tests performed was considered the minimum level of significance of 5%. Generally observed that there was no significant difference in density of organisms between the areas of Mina Tight. Orders more abundant in the area were mined Hyminoptera and Acarina. The PCA has shown to be efficient to establish differences between study areas. pt_BR
dc.format 55 folhas pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Universidade do Estado de Santa Catarina pt_BR
dc.subject.classification Ciências Florestais::Silvicultura::Solos e nutrição florestal pt_BR
dc.title Fauna edáfica como indicadora em ambiente reconstruído após mineração de carvão pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR

Files in this item

Files Size Format View
Dissertacao_Dayana da Silva Correia.pdf 725.6Kb application/pdf View/Open ou Pre-visualizar

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Sobre a Biblioteca Florestal

Browse

My Account